segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Com Mais ou Menos Médicos, o que o pobre quer é atendimento

Desde que o governo Federal anunciou o Programa Mais Médicos, que temos lidos diversos artigos e manifestos a favor e contra o programa, cada um com seus pontos de vistas, tentam apresentar argumentos à sociedade, que justifiquem suas posições.
As críticas maiores daqueles que são contra o programa, principalmente as entidades representativas da classe médica nacional, esta fundamentada em dois pilares básicos: na questão da revalidação do diploma e na criação da carreira de estado para o médico.
Em meio à disputa entre o Ministério da Saúde e as entidades corporativas dos médicos brasileiros em torno do questionado programa, está a população pobre e carente das periferias e dos municípios pobres e distantes dos grandes centros, necessitados de profissionais, brasileiros ou não, para atuarem na atenção básica, haja vista que, como todos sabem, que mesmo em pleno século XXI, existem ainda locais que jamais receberam um profissional para atender a sua população.
Logo, a iniciativa do governo, independente da sua formatação tem que ser considerada louvável e vista de forma positiva, pois só sabem dos problemas aqueles que com eles convivem diariamente.
E a polêmica aumentou ainda mais quando o governo federal anunciou um acordo com a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) para trazer ao país até 4 mil profissionais cubanos ainda neste ano.
A gritaria tem sido intensa, ao extremo de entidades quererem proibir médicos brasileiros de atender brasileiros que porventura tenham tido um atendimento incorreto por parte daqueles médicos. Como se os nossos médicos não errassem e outros não tivessem que remediar o erro.
Cito o exemplo de um fato ocorrido comigo. Tive um problema, diagnosticado depois como neurológico, mas, quando procurei atendimento no pronto socorro o plantonista, que não era formado em Cuba, mas nas nossas faculdades de medicina, diagnosticou como problemas de próstata, apesar dos argumentos e mostrado exames de cerca de 03 dias.  E outros exemplos poderiam serem citados e que ocorreram comigo. Nem por isso o outro médico procurado deixou de nos atender.  
Ora. Todos sabem como existem os bons alunos há também os maus, assim também ocorrem nas profissões.
Não adianta as entidades de classe querer afirmar que temos médicos suficientes, pois o que sabe é que ninguém quer ir para cidades distantes e pobres. Esta é a lógica da nossa medicina mercantilista.
Valdevir Both, do Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), relata haver uma carência enorme de atendimento básico no sul do país – e a falta de estrutura não é o motivo. “No Rio Grande do Sul tem municípios que chegam a oferecer R$ 20 mil por mês de salário, com estrutura adequada, com ambulância equipada para os encaminhamentos necessários, e mesmo assim não encontram interessados. Alguns municípios optaram em pagar o curso de medicina para seus estudantes a fim de futuramente garantir atenção médica aos seus habitantes”, afirma.
Esta é a nossa realidade. Agora imaginem no Norte e Nordeste, regiões bem mãos pobres.
Sem entrar no mérito, mas temos que reconhecer que o Mais Médicos trouxe o problema da saúde pública para discussão da ordem do dia e que  finalmente o Estado brasileiro assumiu a responsabilidade de sua omissão ao longo desses anos.
Plagiando Valdemir, “o que tem acontecido até agora é a categoria médica regulando o mercado da medicina, num corporativismo cujas consequências hoje são visíveis na ausência de profissionais interessados em trabalhar no Sistema Público” ou se deslocarem para as periferias ou localidades mais pobres e sem conforto.
O que o Estado fez, foi criar  mecanismos para atender essa demanda e não será mais a corporação que irá condenar milhares de cidadãos à falta de atendimento médico”.
Não queremos daqui afirmar que as entidades médicas estão erradas. Mas se realmente temos médicos suficientes e dispostos a trabalharem nessas regiões hoje desprovidas de assistência, por que então, os Conselhos não apresentam um plano de deslocamento e a relação dos médicos que estariam dispostos? Ora, quem tá sofrendo o problema não são as elites ou pessoas que residem em bairros da classe média e alta. Quem está sofrendo o problema são os pobres que vivem nas periferias  e ou nos municípios pobres e distantes.
Ah! E o que sugerem eles? A criação da função de Estado para a  medicina.
E aí fica a pergunta: Será que um médico se sujeitaria a exercer a profissão como função de Estado, onde estaria impedindo de exercer a profissão médica particular, de ter seu consultório, de poder ter uma clientela em hospitais fora do sistema, para sobreviver com o salário de carreira. Digamos a de um juiz pouco mais de 15 mil?
Não sou adivinho. Mas se assim ocorrer, aposto que poucos se submeterão e aqueles que se submeterem, logo abandonarão.
Temos que acabar é com esta demagogia e corporativismo barato. No mundo todo, médicos, sejam cubanos ou de outros países são recebidos por outras nações, se unindo aos existentes, como forma de complementar o atendimento para quem necessita. O que se  quer é isso.
Se o Mais Médico não é a solução, então aqueles que são contra apresentem uma saída que atenda a todos, principalmente aos pobres que residem nas periferias e a população que estão distante, em municípios carentes. Como está é que não dá mais para ficar.

Uma coisa é a revalidação dos diplomas. Outra é o programa federal. Se o país possui ainda municípios, e não são poucos, que necessitam  de médicos, se há lugares onde não há profissionais, onde estaria a injustiça? 

2 comentários:

Manoel Xaves disse...

Senhores e senhoras, por favor ajude Roberto Milán e sua Família.
O que fizeram e estão fazendo com ele nem na ditadura militar fizeram, é muito grave aparte dos direitos humanos, os advogados estão proibidos de trabalharem para ele pela OAB, o Ministério Público protegendo os criminosos e pior tentou internar o Roberto como louco, por sorte o Médico de plantão negou, mas, perdeu o emprego no hospital univercitário de Santa Maria.
Favor divulga entre os teus amigos que estão mostrando a verdadeira cara do Brasil.
Divulga os Blogs de Roberto Milán, A Tribuna de Roberto Milán, Flight Safety by Roberto Milán.

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/09/claro-crime-contra-os-direitos-humanos.html

REDE GLOBO É a CABEÇA da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA da MÍDIA no BRASIL.

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/06/rede-globo-e-cabeca-da-organizacao.html


Obrigado pela atenção e compreensão.

Manoel Xaves

FAVOR, MOSTREM A TODOS!!!

Translate with Google!!!

Senhor Glenn Greenwald , por favor ajude o senhor Roberto Milán e sua família que estão sendo vitimas de crimes contra a humanidade que o estado brasileiro em seus três poderes está cometendo conforme pode ser visto em provas vastas encontradas nos Blogs do senhor Roberto Milán que agora está proibido de publicar qualquer coisa em seus Blogs sob Pena de ser novamente levado como se fosse deficiente mental para ser internado em um Hospital Psiquiátrico novamente, só que, é possível não ter um outro médico no Hospital que negue o mandato Judicial e em consequência perca seu TRABALHO no Hospital Universitário de Santa Maria.

O Endereço de Roberto Milán é:

Rua Barão do Triunfo, N:1715, Santa Maria RS. Cep 97015070

Fone 0055 55 81070671 e 32238271

Como o senhor pode ajudar?

Entrte em contato com o senhor Roberto Milán pelos e-mail robertomrmilan@hotmail.com ourobertomrmilan@gmail.com se os seu e-mail não for desviado, o senhor Roberto Milán poderá lhe dá mais informações, inclusive que corre o risco eminente de ser morto trabalhando como se tivesse sido vitima de um acidente aéreo, ele está trabalhando como Piloto Agrícola. Caso não receba resposta do seu e-mail enviado para o senhor Roberto Publique no Comentários do Blog Flight Safety by Roberto Milán. Diga o seu endereço físico para o senhor Roberto Milán Lhe mandar o livro RMAP por Correio, mas, é provável que não chegue, pois, o Correio está impedindo que encomendas cheguem ao senhor Roberto Milán, porém o senhor saberá do numero do Sedex.

Fale com o senhor Julian Assange para ele publicar os crimes contra a humanidade que o senhor Roberto Milán e Família são vitimas.

Fale com Editoras sérias que podem publicar o livro RMAP, A Verdadeira Causa do Acidente da TAM que as Autoridades Estão Censurando. Sei que na Europa tem Editoras que são livres, aqui no Brasil todas são coagidas, o Livro foi feito em uma Gráfica que foi FECHADA.

Fale com o senhor Baltasar Gerzón para me advogar, pois a OAB, está proibindo qualquer Advogado brasileiro de advogar para o senhor Roberto Milán.

Sei que é praticamente impossível o senhor publicar no jornal que o senhor trabalha o que está acontecendo com o senhor Roberto Milán e sua família principalmente porque que está cometendo estes crimes é para proteger o Interesse da Air Bus, Boeing, Embraer, etc... Mas, quem sabe o seu Jornal é livre o suficiente para ajudar o senhor Roberto Milán a Salvar vidas fazendo a aviação Civil mais SEGURA.

A Rede Globo faz parte do esquema, queria dinheiro do senhor Roberto Milán para mostrar para a População a verdadeira causa do Acidente da TAM e o senhor Roberto Milán Denuncio-a ao Ministério Público que está protegendo-a junto com muitas autoridades como o Senador Sarney

Continua...

Manoel Xaves disse...


Continuação...

Veja alguns links...

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/09/notice-to-visitor-that-read-in-english.html

Please, help me and my family, the people that do not want the protection of the Flight Safety wants to kill us, please show the true cause of TAM in Congonhas, Brazil and Air France 447 air crash in Brazil.

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2012/05/please-help-me-and-my-family-people.html

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/11/pericles-da-costa-vice-presidente-da.html

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/09/claro-crime-contra-os-direitos-humanos.html

REDE GLOBO É a CABEÇA da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA da MÍDIA no BRASIL.

http://robertomrmilan.blogspot.com.br/2011/06/rede-globo-e-cabeca-da-organizacao.html



Como o senhor pode ver , existe um mar de crimes contra a humanidade sobre o senhor Roberto Milán e sua Família.

Ajude-o, não é preciso se prejudicar, só mostre as pessoas que o senhor conhece que podem ajudar alguém como o Snowden está muito aflito e com medo de perder sua vida sem ter ajudado a salvar vidas.

Ajude, pelo menos mostre au ex-Juiz Baltasar Garzón, o senhor Roberto Milán é Cidadão Espanhol também.

Enquanto o mundo não ficar sabendo da causa do Acidente da TAM, Air France e outros, a vida do senhor Roberto Milán continuará em Perigo eminente.

Muito Obrigado pela Atenção e compreensão;

Manoel Xaves